Thursday, April 29, 2010

Poucos estão realmente abertos para viver novas experiências.
A maioria de nós, já tem idéias e atitudes pré-concebidas,
preconceitos e pré-julgamentos, quadros mentais,
que juntamos, colecionamos e chamamos de “nossas verdades“.


Eita coisa dura de modificar em alguém, é essa tal “verdade de cada um”.
Aliás, desde o início da humanidade, ficou provado uma coisa:
- Ninguém muda ninguém que não está aberto para mudanças!
Por isso, carregamos dores pelo corpo quando nos preocupamos.
O reflexo direto das preocupações é no corpo físico.
E para complicar, carência afetiva não sai no Raio-X,
Raiva causa problemas em quase todo o organismo,
mas não acusa no Tomógrafo.
Não existe remédio para “cabeça dura”, para a intolerância,
para a angústia de quem quer quem não lhe quer,
ou pior: nem sabe o que quer!.


Grave isso:


Todos aqueles que resolvem que vão modificar alguém,
ou acreditam que possuem alguém,
é Sofrimento na certeza!




Pare e reflita!
- ande por novos lugares,
- vista uma roupa diferente,
- assista um filme, uma peça de teatro,
- saia para rir com amigos,
- leia um bom livro,
- abra-se para o mundo,
- saia desse mundinho e vá ser feliz.


Viver não dói, não é castigo.,
Castigo é se fechar em suas “verdades”, é


ser intolerante,
e ainda acreditar que é a vítima.
Abra-se para o mundo e vá ser feliz,
antes que o tempo se esgote,
e de você, reste apenas, uma vaga lembrança.
Aproveite, o dia é todo seu e cheio de esperança.
Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

No comments:

Post a Comment